Diminuir letra Aumentar letra
PRODUÇÃO CIENTÍFICA

Estudo experimental da ação cardiovascular do propafenon
João Ricardo Sant’Anna, Elisabete Mattos, Luiz Belardinelli, Fernado Antonio Lucchese

O cloridrato de 2-3 (propilamino-2-(hidroxi)- propoxi 3-fenil propiofenon) (propafenon) tem sido proposto como substância antidisrítmica tanto em arritmias supraventriculares como nas ventriculares. Efeitos inotrópico e cronotrópico negativos podem resultar de seu emprego, principalmente se a dose administrada exceder a dose terapêutica prevista.


Para determinar os efeitos do propafenon sobre a freqüência cardíaca (FC), intervalo PR (PR), complexo (QRS), pressão arterial média (PAm) e contratilidade cardíaca (PD2 e dP/dT de ventrículo esquerdo) doses terapêuticas (3 mg/kg/3 min) e tóxicas (12 mg/kg/12 min) do fármaco foram administradas, com intervalo de 20 min, em 9 cães com coração normal e 9 com coração isquêmico.


Nos cães sem isquemia, a dose terapêutica foi capaz de reduzir significativamente a FC, mas não os dentais parâmetros em estudo. Já a dose de 12 mg/kg/12 min não alterou o dos parâmetros estudados, e seu eleito persistiu mesmo após 20 min da administração.


Nos animais com coração isquêmico, o efeito foi mais marcado e a FQ PR, QRS, PAm e dP/dT sofreram variações significativas. Essas alterações foram acentuadas pela administração da dose tóxica e persistiram mesmo após 20 min da administração (exceto
QRS, que se normalizou nesse período).


Nossos resultados permitem concluir que a FC é um bom índice do controle da administração EV de propafenon e que em corações isquêmicos essa administração deve ser controlada.


Summary


Propafenon was introduced as an anti arrhythmic drug to be -used in the treatment of supraventricular and ventricular arrhythmias. A negative inotropic and chronotropic effect should be expected, specially If the administered dose exceded the therapeutic dose. The present study was undertaken to evaluate the effects of propafenon om the heart rate (HR), the PR interval (PR), the QRS interval QRS), mean arterial pressure (PAm) and cardiac contractility (left ventricular and diastolic pressure and dP/dT), when therapeutic (3 mg/Kg/3 min) and toxic (12 mg/Kg/12 mim) dose were administered to mongrel dogs with normal heart (n=9) and ischemic hearts (m=9)- Am interval of 20 minutes was set between the administrations in both groups.


In normal dogs the infusion of 3 mg/Kg/3 min HR, which increased to normal values after twenty minutes, but not the other parameters. The toxic dose produced significant variations in all the studied parameters, which persisted even after twenty minutes.


In dogs with ischemic hearts, the HR, PR, QRS and dP/dT were significantly altered by the therapeutic dose. These variations increased with the Infusion of 12 mg/ Kg/min and persisted for at least twenty minutes (except the QRS).


From these results it may be concluded that the HR may be a useful parameter in the control of endovenous administration of propafenon and that this drug should be used with caution in patients with ischemic heart disease.


Trabalho realizado no Laboratório Experimental da Unidade de Pesquisa do Instituto de Cardiologia do Rio Grande do Sul/ Fundação Universitária de Cardiologia.


Arq. Bras. Cardiol. 153-159 - Agosto, 1979

 

Para ler o artigo completo, clique no botão download PDF, no canto direito superior  desta página.

Veja mais PRODUÇÃO CIENTÍFICA:
  • Contatos
  • Hospital São Francisco
    Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre
  • Para
    Sistema Único de Saúde:

    (51) 32148292
  • Para
    Convênios e Particulares:

    (51) 32148119
    (51) 32271609
    (51) 32271604
  • Cardiologia Pediátrica:
    (51) 32148069 (Fone/Fax)
    hork@santacasa.tche.br
  • Direção Médica:
    (51) 32253019 (Fone/Fax)
    (51) 32148209
    lucchese@santacasa.tche.br
Copyright © - Doutor Coração - Clínica e Cirurgia do Coração - 2012 - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por:
Gustavo Appel - Web Solutions 170web - Sistemas