Diminuir letra Aumentar letra
PRODUÇÃO CIENTÍFICA

Cirurgia de Revascularização Miocárdica em Pacientes Jovens
Luis Gustavo Thomé, Domingos Vitola, Luiz Carlos Van der Sand, João Ricardo Sant’Anna, Renato A. K. Kalil, Paulo Prates, Fernando A. Lucchese, Ivo A. Nesralla, Edemar Pereira, Rubem Rodrigues

Objetivo - Avaliar os resultados imediatos e tardios da cirurgia de revascularização em pacientes jovens.



Métodos - Foram estudados retrospectivamente 73 pacientes com idades inferiores a 40 anos e submetidos a cirurgia de revascularização miocárdica no período de 1975 a 1989, utilizando-se a revisão dos prontuários e o contato telefônico com os pacientes e/ou médicos-assistentes.


Resultados - Todos os pacientes foram acompanhados por um período de 2 a 185 (média 59,9±41,0) meses. Dentre osfatoresde risco, o tabagismo foi o mais freqüente (89,0%). Dezesseis (21,9%) pacientes apresentavam lesão coronariana uniarterial, 26 (35,6%) tinham doença biarterial e 32 (43,8%) apresentavam doença triarterial. A revascularização foi considerada completa em 93,2% dos casos, sendo que 12,3% foram também submetidos à aneurismectomia do ventrículo esquerdo. Desenvolveram infarto agudo do miocárdio perioperatório 7(9,5%) doentes, tendo ocorrido um óbito hospitalar (1,3%). Tardiamente, 6 (8,3%) pacientes faleceram perfazendo probabilidade de sobrevida de 89,1 % em 15 anos e probabilidade desobrevida livre de eventos de 68,3% em 10 anos. Encontram-se assintomáticos 80,3% dos pacientes, sendo que 72,7% retornaram ao trabalho.


Conclusão - A cirurgia de revascularização miocárdica em pacientes jovens, associada ao tratamento clínico, mostrou bons resultados a curto e longo prazo, com alta percentagem de pacientes sobreviventes, assintomáticos e reassumindo suas atividades trabalhísticas.


Palavras-chave: revascularização miocárdica, cardiopatia isquêmica em Jovens, cirurgia cardíaca


Surgical myocardial revascularization in young patients


Purpose - To determine early and late results of surgical myocardial revascularization (SMR) in young patients.


Methods - We studied retrospectively 73 patients aging less than 40 years and submitted to SMR between 1975 and 1989. The method used was patient card review and thelephone contact with the patient or his physician.


Results - Follow-up was obtained in all cases in a period of 2 to 185 (59.9±41.0) months. Of the coronary risk factors smoking was the most frequent. One vessel coronary artery disease was observed in 16 (21.9%) patients, 2 and 3 vessel coronary artery disease in 26 (35.ó%) and 32 (43.8%) patients respectively. SMR was considered complete in 68(93.2%) patients. An associated procedure was performed on 10 cases: Left ventricular aneurysm repair in 9 (12.3%) and mitral valve replacement in one (1.4%). Perioperative myocardial infarction occured in 7 (9.5%) patients and one of them died (operative mortality: 1.4%). During follow-up, 6 (8.3%) patients died with an actuarial survival rate of 89.1 % at 15years. An eventfree survival rate of 68.3% was observed at 10 years. From 66 survivors,53 (80.3%) were asymptomatic at late follow-up and 48 (72.7%) patients returned to work


Conclusion - Surgical myocardial revascularization in young patients associated with medical treatment, has good early and late results with a high percentage of patients asymptomatic and reemployed at a late follow-up.


Key-words: myocardial revascularization, coronary heart disease, cardiac surgery


Instituto de Cardiologia do Rio Grande do Sul/Fundacão Universitaria de Cardiologia


Arq Bras Cardiol, volume 66 (n°2), 69-73,1996


Recebido para publicação em 24/10/94
Aceito em 25/9/95



Endereço para correspondência:
Luis Gustavo Thomé
Instituto de Cardiologia do RS - Unidade de Pesquisa
Av. Princesa Isabel, 395 - 90620-001 - Porto Alegre. RS


Para ler o artigo completo, clique no botão download PDF, no canto direito superior  desta página

Veja mais PRODUÇÃO CIENTÍFICA:
  • Contatos
  • Hospital São Francisco
    Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre
  • Para
    Sistema Único de Saúde:

    (51) 32148292
  • Para
    Convênios e Particulares:

    (51) 32148119
    (51) 32271609
    (51) 32271604
  • Cardiologia Pediátrica:
    (51) 32148069 (Fone/Fax)
    hork@santacasa.tche.br
  • Direção Médica:
    (51) 32253019 (Fone/Fax)
    (51) 32148209
    lucchese@santacasa.tche.br
Copyright © - Doutor Coração - Clínica e Cirurgia do Coração - 2012 - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por:
Gustavo Appel - Web Solutions 170web - Sistemas