Diminuir letra Aumentar letra
NOTÍCIAS

20/06/2016
Trabalhar à noite aumenta o risco de ataque do coração

Crédito CLARE KENDALL_The Telegraph.jpg

Crédito da imagem: Clare Kendall/The Telegraph

Uma pesquisa realizada com um grupo de mulheres dos Estados Unidos constatou que as que trabalham no turno da noite apresentam um risco maior de doença cardiovascular, infarto e morte.

O objetivo do levantamento era observar os impactos em longo prazo de desempenhar atividades noturnas. Para tanto, foram analisados os dados de um amplo estudo que, durante 24 anos, acompanhou 190 mil mulheres saudáveis com idades entre 25 e 55 anos no início da investigação.

Um total de 115.535 mulheres foram incluídas na análise final, todas livres de doenças cardiovasculares no início da pesquisa e histórico completo de turnos de trabalho e estilo de vida.

9% das mulheres envolvidas no estudo desenvolveram ou morreram por doenças cardiovasculares durante os 24 anos de acompanhamento. Aquelas que trabalharam pelo menos três noites por semana durante longos períodos tiveram um risco 27% maior de complicações cardiovasculares em comparação com as que trabalharam durante o dia.

Já mulheres que desempenharam funções noturnas por no máximo 5 anos apresentaram um risco 10% maior do que as trabalhadoras diurnas. Os pesquisadores também observaram que a troca do turno de trabalho – passar da noite para o dia - reduziu o risco cardiovascular.

Conforme o texto publicado no Journal of the American Medical Association, os resultados são significativos. Os autores sugerem a realização de novas pesquisas para compreender esse impacto e alertam os profissionais noturnos para um cuidado ainda maior com a saúde do coração.