Diminuir letra Aumentar letra
NOTÍCIAS

15/07/2018
Risco de doença cardíaca é maior em pessoas com dermatite

derma.jpg

Crédito da imagem: Shutterstock

Geralmente associado a doenças como asma e rinite, um novo estudo publicado no British Medical Journal apontou a dermatite atópica como um fator de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

 

Também chamada de eczema, a dermatite atópica é um dos tipos mais comuns de dermatose. Trata-se de uma doença crônica que se caracteriza pela inflamação da camada superior da pele, com formação de manchas avermelhadas e bolhas em áreas como o rosto e as dobras de braços e pernas.

 

Segundo a pesquisa, adultos com eczema atópico grave e predominantemente ativo têm maior risco de sofrer com doenças cardiovasculares, entre elas infarto e acidente vascular cerebral, do que pessoas sem a condição.

 

Para o estudo, os autores compararam os históricos médicos de 387.439 adultos com eczema atópico – 66% eram mulheres com idade média de 43 anos. Eles descobriram que pessoas com dermatite atópica grave tiveram um aumento de 20% no risco de derrame, de 50% no risco de infarto e morte cardiovascular, e de 70% no risco de insuficiência cardíaca quando comparados a indivíduos que não têm a doença.

 

A dermatite atópica atinge cerca de 10% da população adulta em todo o mundo. Os autores acreditam que os resultados podem contribuir para melhorar o acompanhamento médico desses pacientes e para que sejam adotadas estratégias de prevenção de doenças cardiovasculares.

 

Além da dermatite atópica, a psoríase grave é outro exemplo de condição inflamatória ligada ao aumento do risco cardiovascular. Embora a causa exata seja desconhecida, a dermatite atópica geralmente está ligada a fatores como predisposição genética, mau funcionamento do sistema imunológico e pele seca e irritável. O tratamento é indicado de acordo com o caso pelo médico dermatologista.