Diminuir letra Aumentar letra
NOTÍCIAS

29/03/2018
Longevidade é tema de palestra em Passo Fundo

Passo Fundo-01.png

Crédito da imagem: UPFTV

Na noite de ontem, 28 de março, Dr. Fernando Lucchese, cirurgião cardiovascular e diretor médico do Hospital São Francisco, participou do lançamento do 11º Congresso Médico de Passo Fundo. O encontro foi realizado no anfiteatro da AMEPLAN - Associação Médica do Planalto, entidade promotora do Congresso.

Para uma plateia composta por colegas, Lucchese abordou o que se sabe sobre longevidade e os principais desafios da medicina na atualidade.

Segundo dados do IBGE de 2013 citados pelo médico, a expectativa de vida média no Brasil é de 74,9 anos – 71,3 anos para os homens e 78,6 para as mulheres. Embora a expectativa aumente em média 4 meses a cada ano, o tempo de vida saudável não acompanha esse crescimento. A consequência, segundo ele, é que o período que se convive com doenças ocupa cerca de 10% da vida. 

De acordo com Lucchese, os principais inimigos são o infarto, os acidentes cerebrais e o câncer. O controle dos níveis de glicose, pressão arterial e colesterol, assim como o peso corporal e a atividade física, têm papel importante na prevenção das doenças cardiovasculares.

O cirurgião apresentou um estudo da Stanford University, dos Estados Unidos, cujos resultados monstraram que, entre os fatores que prolongam a vida do coração, o estilo de vida é o aspecto mais expressivo, com impacto de 53%, seguido do meio ambiente (20%), da genética (17%) e da assistência médica (10%).

Conforme Fernando Lucchese, o estilo de vida vai além dos hábitos alimentares e da prática de atividades físicas, pois envolve a espiritualidade e o estado emocional do indivíduo. 

Para ilustrar, ele expôs os dados de uma pesquisa da Yale School of Public Health, também dos Estados Unidos, que entrevistou pessoas de meia-idade seis vezes ao longo de 20 anos. A questão a ser respondida era: você concorda com a afirmação de que torna-se menos útil à medida que envelhece?

Segundo os pesquisadores, indivíduos com uma imagem positiva da sua velhice viveram em média 7,5 anos a mais. Ou seja, a percepção da fase que viviam demonstrou ter um grande impacto na longevidade.

O 11º Congresso Médico de Passo Fundo será realizado de 10 a 13 de abril de 2019. A expectativa é reunir mais de 1.500 participantes nas atividades, que devem tratar, entre outros assuntos, sobre qualidade e segurança no âmbito hospitalar.