Diminuir letra Aumentar letra
NOTÍCIAS

10/01/2019
Excessos em festas de fim de ano elevam em até 20% o colesterol ruim

ceia_0.jpg

Crédito da imagem: iStock

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Copenhague, na Dinamarca, e publicada na revista Atherosclerosis, mostrou que os excessos alimentares das festas de fim de ano podem ser percebidos em taxas de colesterol mais altas.

Para a análise, os investigadores utilizaram dados de 25.764 pessoas, com idades que variavam dos 20 aos 100 anos, incluídos no Estudo Populacional Geral de Copenhague.

Eles constataram que exames de sangue realizados nos meses de dezembro e janeiro apresentaram taxas de colesterol 15% mais altas do que a dos exames realizados em maio e junho.

Ao considerar apenas o LDL, popularmente conhecido como colesterol ruim, os níveis são 20% maior entre os exames que coincidem com o período de festas de fim de ano.

E, quanto mais próximo das festividades, maior o aumento dos lipídios no plasma: entre os pacientes que entraram no estudo durante a primeira semana de janeiro, 77% apresentaram valores de LDL acima de 116mg/dl, condição que caracteriza a hipercolesterolemia, e 89% apresentaram colesterol total acima de 193mg/dl.

Este é o primeiro estudo a demonstrar estes efeitos em um grande grupo de análise, no entanto, pesquisas anteriores já haviam chegado a resultados semelhantes.

O trabalho exemplifica que a alimentação desregrada pode ter reflexos rápidos na saúde. No entanto, voltar a uma rotina alimentar equilibrada e à prática de atividades físicas é suficiente para retornar ao peso de antes das festas e melhorar os resultados dos exames de sangue.