Diminuir letra Aumentar letra
NOTÍCIAS

17/05/2018
Estudo diz que obesos saudáveis provavelmente ficarão doentes

obesi.png

Crédito da imagem: Stock Images

Pessoas obesas, mesmo quando não apresentam fatores de risco cardiometabólico, podem ter complicações cardiovasculares. A afirmação é do estudo MESA (Multi-Ethnic Study of Atherosclerosis), que divulgou em abril novos resultados da pesquisa.

 

Publicado no Journal of American College of Cardiology, o texto aponta evidências de que, com o tempo, essas pessoas poderão desenvolver hipertensão, intolerância à glicose, dislipidemia (distúrbio nos níveis de lipídios no sangue) ou outros elementos da síndrome metabólica que, por sua vez, aumentam o risco de doença arterial coronariana.

 

Segundo os pesquisadores, as chances de eventos relacionados à doença não foi elevada para aqueles com obesidade metabolicamente saudável no início do estudo, mas aumentou em 60% no grupo que, ao longo do acompanhamento de 12 anos, adquiriu um perfil cardiometabólico de alto risco.

 

A probabilidade de complicações coronarianas entre os obesos aumentou proporcionalmente ao tempo de exposição aos fatores de risco cardiometabólicos. Aqueles que eram obesos e apresentavam alguns desses fatores de risco no início do estudo tiveram risco maior de complicações.

 

Conforme os autores, a ideia de obesidade saudável é, portanto, errônea. Os riscos apenas demoram algum tempo para aparecer. 

 

O estudo sugere que, para melhorar o risco cardiovascular, deve-se prevenir a obesidade e o ganho de peso ao longo dos anos. 

 

O termo risco cardiometabólico descreve as chances de uma pessoa danificar seu coração e vasos sanguíneos quando um ou mais fatores de risco aparecem juntos. Estes fatores incluem obesidade, colesterol, triglicerídeos, pressão elevada, e resistência à insulina. Todos estes fatores são também conhecidos como Síndrome Metabólica.