Diminuir letra Aumentar letra
NOTÍCIAS

13/10/2017
Estilo de vida pode reduzir a necessidade de medicar pacientes com diabetes tipo 2

diabetes_1.jpg

Crédito da imagem: Internet

Neste estudo, publicado no Journal of the American Medical Association, os pesquisadores pretendiam descobrir se o uso de medicamentos e a adoção de um estilo de vida saudável eram igualmente efetivos no tratamento de diabetes tipo 2, que corresponde a 90% dos casos de diabetes e afeta mais de 360 milhões de pessoas em todo o mundo.

Participaram da análise 93 adultos dinamarqueses com idade média de 55 anos e diagnóstico recente da doença. Um terço deles, escolhido de forma aleatória, foi submetido ao tratamento padrão do diabetes tipo 2 – informações sobre alimentação e exercícios físicos e uso de medicamentos que controlam os níveis de açúcar no sangue e reduzem o risco de complicações.

Os demais participantes formaram o grupo que adotou estratégias de estilo de vida, com exercícios aeróbicos e de resistência regulares, realizados cinco ou seis vezes por semana, e um plano alimentar personalizado para atingir um peso saudável.

Após acompanhar os níveis de açúcar no sangue de todos os participantes ao longo de um ano, os pesquisadores descobriram que os níveis médios diminuíram nos dois grupos. No entanto, os efeitos das intervenções de estilo de vida não foram considerados iguais aos promovidos pelo uso de medicamentos, embora tenham atingido resultados semelhantes.

Os autores também constataram eventos mais adversos ligados ao programa de estilo de vida, especialmente dores musculares e casos leves de baixo açúcar no sangue. A boa notícia, segundo eles, é que 74% dos adultos do grupo de estilo de vida reduziram o número de medicamentos necessários para tratar a doença em comparação com apenas 26% do grupo submetido aos cuidados padrão. 

De acordo com os pesquisadores, os resultados mostram que exercícios regulares e alimentação adequada produzem impactos significativos sobre o diabetes e podem, aos poucos, reduzir ou eliminar a necessidade de medicação, o que consideram bastante promissor.