Diminuir letra Aumentar letra
NOTÍCIAS

08/06/2016
Combinar cigarro e café aumenta riscos para o coração

cigcafe.jpg

Crédito da imagem: Agência EFE

Testes feitos pela Escola Médica de Atenas, na Grécia, indicaram que o fumo e a cafeína agem de forma combinada, danificando as artérias e o fluxo sanguíneo. A ação conjunta se revelou mais nociva do que a soma dos efeitos de cada substância isoladamente.

O estudo foi realizado em duas fases: a primeira considerou os efeitos imediatos do fumo e da cafeína em 24 pessoas, enquanto a segunda observou os efeitos de longo prazo em 160 pessoas. 

Em cada etapa, os pesquisadores avaliaram a rigidez da aorta, principal artéria do coração, e o fluxo do sangue pelas artérias. Esses dois fatores são indicadores dos riscos de doenças cardiovasculares. 

Embora o estudo tenha mostrado que as duas substâncias são mais nocivas quando combinadas, os pesquisadores disseram que os efeitos ainda são pouco conhecidos. 

"Dada a frequência da combinação do consumo de fumo e cafeína, esses efeitos na função arterial podem ter implicações importantes", diz o texto. 

De qualquer forma, o principal autor do estudo, Charalambos Vlachopoulos, orientou fumantes a não fumarem enquanto consomem café ou outras substâncias compostas de cafeína. 

Já June Davidson, da Fundação Britânica do Coração, alerta que parar de fumar é a medida mais eficaz para não ter problemas do coração. 

As conclusões da pesquisa grega, no entanto, foram contestadas pela Associação Britânica de Café. "O nível de cafeína usado (no estudo) foi o equivalente a duas ou três xícaras de café – quantidade que a média da população britânica dificilmente consumiria ao sentar para fumar um cigarro", afirmou a porta-voz da organização.

Com informações da BBC Brasil.