Diminuir letra Aumentar letra
NOTÍCIAS

18/07/2018
Casar diminui o risco de doenças do coração, revela pesquisa

maos.jpg

Credito da imagem: Dreamstime

Segundo um estudo publicado no periódico Heart, da British Cardiovascular Society, o casamento ajuda a afastar doenças como infarto e acidente vascular cerebral.

 

De acordo com os resultados, pessoas solteiras, divorciadas ou viúvas apresentam chance 42% maior de desenvolver problemas cardíacos. Elas também correm um risco 42% maior de morrer por doenças da artéria coronária e 55% maior de perder a vida em decorrência de AVC em comparação com quem mantém relacionamentos estáveis.

 

Entre homens e mulheres divorciados, a propensão de ter uma doença cardiovascular foi 35% mais alta. Para os viúvos, a probabilidade foi de 16%.

 

A pesquisa é baseada na revisão de 34 estudos sobre saúde cardiovascular que, no total, envolveram mais de 2 milhões de pessoas com idades entre 42 e 77 anos, de diferentes países. 

 

Conforme os pesquisadores, 80% dos problemas cardíacos podem ser atribuídos a fatores de risco como idade, pressão arterial e colesterol, mas pouco se conhece sobre as causas dos outros 20%. Por esta razão, decidiram investigar o estado civil.

Segundo eles, aspectos como o reconhecimento de sintomas, incentivo na continuidade do tratamento, segurança financeira e mais amigos para ajudar a enfrentar momentos difíceis podem elucidar o papel do casamento na saúde do coração.