Diminuir letra Aumentar letra
NOTÍCIAS

05/07/2018
Aplicativo usa comparação com cigarros para dimensionar a poluição do ar

sp.jpg

Crédito da imagem: Reprodução

Criado por um desenvolvedor brasileiro e um colega da França, o funcionamento do aplicativo é simples: o usuário abre o programa e, de acordo com sua localização, é alertado sobre a quantidade de poluentes que inalou. Mas, para que seja um dado acessível, a informação é revelada em número de cigarros. Passar um dia na Avenida Paulista, em São Paulo, por exemplo, pode ser equivalente a fumar quatro cigarros - a quantidade varia conforme o dia.

Embora possam ser consultados por todos, os dados sobre a poluição do ar não são de fácil compreensão. O aplicativo Sh**t, I Smoke! foi idealizado com o objetivo de facilitar o acesso às informações e, principalmente, demonstrar o que representam para a saúde. O app possui código aberto e está disponível para aparelhos Android e iOS.

A ferramenta usa os dados do projeto Berkeley Earth, que mapeia indicadores em tempo real sobre a poluição do ar em várias cidades do mundo. Pesquisadores desta iniciativa criaram um cálculo que relaciona os efeitos de respirar o ar poluído ao de fumar. Deste cálculo, surge o número de cigarros apresentado pelo aplicativo. Passar um dia em uma área onde há 22 microgramas de material particulado fino (PM 2,5) por metro cúbico de ar equivale a fumar um cigarro.

O material particulado fino entra nos pulmões e atinge a corrente sanguínea e, por isso, é uma questão de saúde pública. A recomendação da OMS é que o ar tenha no máximo 10 microgramas dessas substâncias por metro cúbico de ar (o equivalente, segundo o aplicativo, a meio cigarro fumado por dia). Outras matérias publicadas no Doutor Coração abordam a relação entre a poluição e as doenças cardiovasculares. Confira aqui e aqui.

Devido à falta de monitoramento, as informações sobre a poluição no Brasil em tempo real estão limitadas ao Estado de São Paulo.